Falemos de factos, cada vez somos mais a pensar em optar por uma dieta vegetariana. Por esta altura, um grupo cada vez maior de pessoas já admite que se trata de uma dieta mais saudável, mais ética e que nos permite diminuir, e muito, a nossa pegada ecológica, sendo assim uma forma de ajudar o nosso planeta a “respirar” melhor.

Outro facto é que, quando se começa a pensar em cortar com o consumo de carne e peixe no nosso dia a dia, muitas pessoas ainda acham que optar pelo vegetarianismo vai fazer com que se gaste mais dinheiro. Esta ideia é inclusivamente apontada como uma das principais desvantagens em mudar de dieta.

Ainda outro facto é que esta ideia não é um facto. Na realidade, as refeições vegetarianas podem mesmo ser mais económicas e o custo dos alimentos proteicos vegetarianos é normalmente inferior ao da carne e do peixe. Só têm de saber escolher.

Não acreditam? Então acompanhem-nos.

Vamos deixar algumas dicas e exemplos para vos ajudar a compreender melhor e a fazer escolhas mais conscientes, que vos permitam poupar dinheiro.

E o que comer?

Quando damos o “salto” de deixar para trás os produtos de origem animal e optamos apenas por produtos de origem vegetal damos por nós a pensar: “ok e agora?”. Estamos tão habituados ao peixe e à carne que nem nos lembramos de todos os outros alimentos do reino vegetal que a terra gentilmente nos oferece.

Leiam, pesquisam, estudem. Tentem compreender de acordo com os vossos gostos, quais as melhores fontes de proteína para o vosso organismo e diversifiquem. Diversificar é a palavra de ordem.

Muitas pessoas ainda acham que optar pelo vegetarianismo vai fazer com que se gaste mais dinheiro

Vegetais, frutas, leguminosas, sementes, oleaginosas, cereais, ervas aromáticas, azeite e especiarias, são alimentos que devem ter sempre à mão de maneira a terem uma alimentação equilibrada e a não caírem na tentação de sair de casa para comer.

As alternativas como o seitan, o tofu e o tempeh também podem e devem fazer parte da lista de compras, mas tenham atenção que alguns podem encarecer a conta. São ricos em proteína, mas podem facilmente ser substituídos pelas leguminosas.

Como fazer compras económicas?

Ir às compras pode ser uma tarefa complicada para quem está agora a dar os primeiros passos na dieta vegetariana, mas acreditem, não há nada a temer.

O truque é irem focados.

Algumas dicas práticas!

  • Vão às compras com calma e sem fome. Se forem às compras com pressa e de barriga vazia, vão acabar por comprar produtos que não precisam e mais caros. Com mais calma, evitam gastos desnecessários e desperdícios.
  • Prefiram legumes e fruta da época. Imprimam um calendário de fruta e legumes da época e tenham-no sempre à mão na vossa cozinha. Estes produtos são mais baratos e como a maturação é a ideal, são mais frescos, mais saborosos e claro, mais nutritivos.
  • Sempre que vos for possível, prefiram comprar a granel. Comprando apenas a quantidade que necessitam evitam desperdícios: alimentar e claro, económico.
  • Evitem comprar alimentos pré-feitos como as salsichas de soja, hambúrgueres, almondegas, etc. São alimentos mais caros e sendo muito processados, são pouco saudáveis e nada necessários para o vosso dia a dia.
  • Escolham cozinhar em casa, façam os vossos próprios hambúrgueres e congelem. Terão sempre essa opção mais saudável à mão. Poupam dinheiro e poupam a vossa saúde. Experimentem também fazer os vossos próprios leites vegetais. Ficam deliciosos e muito mais baratos.
  • Há ainda a questão dos suplementos alimentares. É verdade que, quem segue um regime 100% vegetal poderá ter de tomar alguns suplementos, nomeadamente de B12, mas não se preocupem, são habitualmente suplementos baratos. No entanto, para evitar estas carências, antes de escolherem a toma de suplementos, optem por comprar alimentos enriquecidos em vitamina B12.

 

Comparamos a lista de compras "omnínovra" com a vegetariana

Bom, estes são alguns conselhos que temos a certeza vos vão ajudar a poupar dinheiro. Mas antes de terminarmos, vamos comparar duas listas de compras, criadas por nós.

Ambas as listas – uma vegetariana e outra omnívora – mantém as quantidades e qualidades de fruta e legumes e apenas alterámos algumas fontes de proteína e os leites e iogurtes – de origem vegetal para animal e considerando a carne de aves como uma opção mais saudável.

Depois encontrámos o preço médio de vários alimentos fazendo uma pesquisa em vários supermercados (aquando da realização deste artigo).

NOTA: nas listas incluímos leites vegetais já preparados e leguminosas enlatadas ou em frasco, mas aconselhamos sempre a que cozam as vossas leguminosas em casa e que preparem os vossos leites vegetais.

Lista de compras 100% vegetal

Feijão vermelho enlatado (830 gr.) – 0,95€

Grão de frasco (540 gr.) – 0,53€

Lentilhas Verdes secas (500gr) – 1,30€

Ervilhas congeladas (1 kg.)– 1,09€

Arroz integral (1kg) – 1,35€

Flocos de Aveia Fina (400 gr.)– 0,65€

Leite de Soja – (4 lts.) = 4,00€

Azeite Virgem – (750 ml)– 2,90€

Iogurtes Naturais de Soja – (4 x 100 gr.) – 1,50€

Sementes de linhaça – (250 gr. a granel) – 0,65€

Sementes de girassol – (200 gr.) – 0,90€

Metades de Noz – (250 gr.) – 3€

Tofu Fresco – (500 gr.) – 2€

Seitan – (500 gr.) – 2,50 €

Soja texturizada granulada (400 gr.) – 1,20€

Manteiga de Amendoim – (340 gr.) – 1,85€

Bananas (1 kg.) – 0,99€

Tomate (1 kg.) – 1,25€

Brócolos (300 gr.) – 1€

Cenouras (1 kg.) – 0,75€

Laranjas (1 kg.) – 0,85€

Espinafres (200 gr.) – 1,30€

Couve Lombarda (1 kg.) – 1€

Batata Doce (1kg.) – 1,30€

Alho francês cortado/congelado (750 gr.) – 0,90€

Batata (saco 3 kg.) – 2,50€

Cogumelos Brancos (300 gr.) – 1,60€

Maçã (1 kg.) – 1,45€

Beterraba (400gr.) – 0,87€

 

TOTAL: 42,06€

Lista de compras "omnívora"

Feijão vermelho enlatado (830 gr.) – 0,95€

Grão de frasco (540 gr.) – 0,53€

Pescada para cozer congelada (600gr.) – 5,72€

Arroz (1 kg.) – Auchan – 0,60€

Flocos de Aveia (400 gr.) – 0,65€

Leite Meio gordo – (4 lts.) –  2,40€

Azeite Virgem – (750 ml.) – Continente – 2,90€

Iogurtes Naturais – (4 x 100 gr.) – Continente – 1,20€

Fiambre de Perú – (180 gr.) – 1,85€

Metades de Noz – 250 gr. – 3€

Queijo Flamengo Fatias – (250 gr.) – 1,60€

Peito de frango (500 gr.) – 3,50€

Bifes de Perú (500 gr.) – 3,00€

Carne de Aves picada (400 gr.) – 2,95€

Ovos (1/2 dúzia) – 1,30€

Bananas (1 kg.) – 0,99€

Tomate (1 kg.) – 1,25€

Brócolos (300 gr.) – 1€

Cenouras (1 kg.) – 0,75€

Laranjas (1 kg.) – 0,85€

Espinafres (200 gr.) – 1,30€

Couve Lombarda (1 kg.) – Auchan – 1€

Batata Doce (1 kg.) – 1,30€

Alho francês cortado/congelado (750 gr.) – 0,90€

Batata (saco 3 kg) – 2,50€

Maçã (1 kg.) – 1,45€

Beterraba (400gr.) – 0,87€

 

TOTAL: 46,31€

Ao analisar as listas, podemos observar que as principais proteínas, – no regime omnívoro: a carne, o peixe, queijos e iogurtes, no regime vegetariano: as leguminosas, as oleaginosas ou os substitutos como tofu e seitan – têm um custo mais elevado na lista omnívora, tornando-a assim um pouco mais dispendiosa.

A diferença entre totais na realidade não é grande, mas depois desta análise é fácil de compreender que os custos dos alimentos numa dieta vegetariana não são, de todo, maiores e portanto, o argumento: “não sou vegetariano porque fica mais caro.” não deve ser utilizado como desculpa para não se atirarem de cabeça nesta nova aventura.

0
Despesa Média no Carrinho de Compras Omnívoro
0
Despesa Média no Carrinho de Compras Vegetariano

Cozinhem em casa, diversifiquem, façam experiências, apaixonem-se pelos sabores, encham os vossos pratos de cor e textura, usem e abusem das leguminosas, das oleaginosas, das sementes, das especiarias e das ervas aromáticas.

A terra dá-nos tudo o que precisamos, de forma compassiva, natural e a um custo muito reduzido. Façam desta a vossa resolução de Ano Novo. Temos a certeza que não se vão arrepender.

Deixar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.